Prefeito de Marataízes fala sobre sua vitória e mandato

“Ganhei as eleições na simplicidade e inserido no meio do povão”, avaliou o prefeito Tininho Batista, argumentando que a população precisa de carinho e atenção. Nos 27 meses de interinidade foram decisivos, apesar das inseguranças.  Diz que quando chegava às comunidades para debater seu mandato, os cidadãos elogiavam a saúde, nosso carro chefe”.

Foto: Gleice de Souza Campos

Tirando o problema do espaço físico, disse o prefeito, a educação foi outro ponto positivo. Exemplifica a doação de uniformes escolares para todos alunos da rede municipal. Lembra que numa eleição são muitos fatores que levam a vitória. Perdeu  somente nas comunidades da Jacarandá e Boa Vista, e ganhou de forma acachapante nas demais do interior do município. “A base da vitória foi a área urbana, o complemento ficou no interior”.

Relatou que deixou a prefeitura no dia 2 de outubro 2015, com 120 milhões de reais, sendo que 84 milhões de royalties, e recebeu no início de mandato, somente 32 milhões, sendo que 12 milhões para serem pagos na primeira semana. Além das outras pequenas obras em andamento, duas grandes obras, a do novo PAM (6 milhões), e o  CAIC  (12 milhões), levando o  município a um déficit inicial, “Foquei no futuro de Marataízes, principalmente na legalidade das obras, analisando planilhas e orçamentos. Temos o dever de realizar o sonho de uma reforma completa do CAIC. Não paramos as obras por causa do orçamento minguado, deixados pela administração anterior com o propósito de dificultar o andamento de minha gestão, Passaremos apertos tolidos de várias ações”, assegurou Tininho, que dá uma boa notícia a tão esperado reforma da praça da Barra. Afirma que dia 17 de maio será licitado a praça, com projeto orçado em cerca de 3 milhões de reais, com recursos próprios. Esgoto do entorno da prefeitura e o esgoto do bairro Acapulco.

Elogiou a Bolsa Atleta que eleva o nome de Marataízes até para fora do país. “Tive dificuldade de conseguir verba federal devido às dívidas do município junto ao governo federal. A Praia Central terá a verba liberada á partir de julho. Faremos a urbanização em parceria com o DER, da rodovia que vai da igreja do Pontal até o começo da praia Central, com calçadas cidadã e ciclovia”.

Intitulado de “caipira urbano”, se mostra aborrecido quando, servidores em horário de trabalho venham denegrir a sua imagem de forma ofensiva. Sobre a política de 2018, foi taxativo: “tenho compromisso com o secretário Rudinho para deputado estadual. Não posso fechar a porta para outros bons candidatos”. Quanto à polêmica sobre um cargo que foi criado na Casa de Leis de Marataízes, se foi criado para alguém da família, o prefeito foi incisivo: “caso alguém de minha família tenha perfil técnico não vejo problema nenhum”.

Finalizando, agradeceu as pessoas que confiaram com o voto. “Tenho ainda 3 anos e 8 meses de mandato. Os compromisso serão arcados. Como único prefeito nascido em Marataízes, aumenta minha responsabilidade. A população verá o antes e depois da minha administração, exemplifico: a organização da máquina pública  e a regulamentação fundiária”, complementou.

Comente com seu Facebook