ELEIÇÕES 2016

1_eleicoes_divulgacao__2_-226464-jpg

As eleições em Marataízes, foi a única no Estado, onde três candidatos foram bem votados. Mas, o que levou o vice-prefeito Tininho a vencer essas eleições. Durante a sua interinidade que durou 27 meses , teve habilidade em conquistar o funcionalismo público com benesses e abonos generosos. Fez um turismo de resultado e na área da saúde foi convincente. Logo após sair de sua interinidade, planejou reuniões infindáveis que foram cauterizando o voto. Seu leque de partidos chegou a 12 legendas Seu direto concorrente, o ex-prefeito Toninho Bittencourt, em volta por questões jurídica não ampliou seu leque de apoios partidários  ficando minguado ao  PSDB-PSB. Foi sangrando ao longo do processo político eleitoral, com a sua liberação definitiva pelo TRE, o que aconteceu quatro dia antes das eleições. Para  muitos, fator preponderante da sua derrota. A dupla Marco Vivacqua (PSD) e Adriano Sad (DEM), surpreenderam pela votação. Neófitos nas eleições municipais, dividiram os meus eleitorado com o então parceiro, o  tucano Toninho. Nessa divisão atingiram juntos 63% dos eleitores.

Quem sorriu e agradeceu foi o agora prefeito Robertino Batista.

O  Legislativo Municipal, teve por características políticas dos eleitos o assistencialismo, e mesmo os aliados do candidato Marco Vivacqua que somam  sete dos 13 que compõem a Casa de Leis de Marataízes, reunidos co o prefeito eleito Tininho, juraram fidelidade e apoio total na legislativo.Será um mandato onde o prefeito governara em “céu de brigadeiro”, o que torna-se preocupante pelo papel fiscalizador que possui o vereador.

José Rubens Brumana

Comente com seu Facebook