Dengue: proposta pode intensificar limpeza em terrenos baldios

reuniao

Com o objetivo de intensificar em Cachoeiro de Itapemirim o combate aos criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, a prefeitura finaliza a elaboração de um projeto de lei específico para multar proprietários que não limparem terrenos baldios.

O documento – que deverá ser enviado à Câmara, para votação, já no próximo mês – foi apreciado favoravelmente pelo prefeito Carlos Casteglione durante reunião em seu gabinete, na manhã desta terça-feira (18), com o secretário municipal de Saúde, Victor Barbieri, e com representantes das vigilâncias Ambiental, Epidemiológica e Sanitária.

Inicialmente, de acordo com a proposta, o dono será notificado. Caso não tome providências para eliminar potenciais focos do mosquito em seu terreno, a prefeitura fará o serviço de limpeza e, então, aplicará a multa no proprietário, que será cobrada em seu próximo carnê de IPTU. O valor do auto de infração pode variar de R$ 1 mil a 4 mil.

Plano de contingência

Também foi apresentado a ele o plano de contingência desenvolvido recentemente pela Secretaria de Saúde de Cachoeiro para a hipótese de haver epidemias das doenças que, porventura, venham a ser causadas pelo Aedes. Ainda no encontro, foi agendado para novembro o Dia D de enfrentamento ao mosquito no município.

“A data escolhida será no meio da semana, provavelmente na quinta-feira, para atingir o maior número possível de moradores. E as ações preventivas, que vão contar com o reforço de outras secretarias, serão estrategicamente adequadas às situações identificadas nas regiões que possuírem maior foco do Aedes”, salientou Casteglione.

Dia D

Para o Dia D, além de mutirões de limpeza e caminhadas com panfletagem, dentre outras atividades, também foi decidida na reunião a realização de palestras educativas nas escolas da rede municipal de ensino, com o intuito de mobilizar alunos, responsáveis e comunidades a contribuírem para coibir o risco dessas doenças.

Fonte: Jornal Fato

Comente com seu Facebook